Sturm und Drang

Wednesday, October 25, 2006

Sturm und Drang... Eu não falo alemão, apesar do sobrenome ser germânico. (por sinal, identidade é um troço engraçado: sou uma professora de inglês, cidadã italiana oficial, com o sobrenome alemão... ). Anyway, desde a primeira vez que encontrei essas palavras, elas soaram fortes para mim. Encontrei-as quando li Os Sofrimentos do Jovem Werther (Johann Wolfgang G.) e simplesmente apaixonei-me por elas. Se é possível amar palavras? Certamente! De qualquer forma, Sturm und Drang referem-se ao seguinte: (Agradeço à colaboração valiosa da Wikpedia na explicação)

Sturm und Drang (alemão para tempestade e ímpeto ou alternativamente tempestade e paixão) foi um movimento literário romântico alemão que atingiu o seu auge entre a década de 60 e a década de 90 do século XVIII e que abominava o "desencanto" que o iluminismo do século XVIII trouxera ao mundo cultural europeu. O iluminismo enfatizava a ciência, o racionalismo, a tecnologia e o progresso. Os românticos alemães preferem exaltar a natureza e o sentimento. O iluminismo trouxera a descrença na Igreja e a secularização. Como na fórmula de Kant: "Sapere Aude" - Pensa pela tua cabeça ou, mais propriamente, "ousa saber". O Romantismo, em contrapartida (mesmo em reacção) valoriza a religião, toda espécie de crenças populares, mitologias gregas, germânicas, nórdicas, bruxarias.Goethe e Schiller foram os líderes mais proeminentes deste movimento, que teria uma enorme influência em todos os sectores culturais na Alemanha.
Este movimento faz a apologia do gênio, da liberdade individual sem limites e do amor impetuoso. Dá-se a primazia ao sentimento face à razão.

Seja bem-vindo ao Sturm und Drang! Fale sobre o que quiser, quando quiser!

A gente pode nem ser tão radical sempre - tão impetuoso - mas às vezes a gente pode se dar ao luxo!

Bom dia para você!

Beijo!